Dicas e Informativos


8 dicas sobre direção defensiva que você deve aprender agora!

1) Posição do corpo
A primeira medida de direção defensiva é encontrar a posição ideal para dirigir

Praticar a direção defensiva significa ser capaz de prever situações de risco e conduzir seu veículo de forma a evitá-las. Para isso, a primeira coisa a fazer é conferir se as condições de direção são as mais adequadas para você, começando pela posição do corpo.

O ideal é que você fique com braços e pernas ligeiramente dobrados e com as costas no encosto em um ângulo próximo a 90 graus. É importante que você se sinta confortável e tenha clara noção da visibilidade através de todos os espelhos.

Estique os braços em direção à frente do carro. Seu pulso deve tocar o alto do volante sem dificuldade, caso contrário pode ser necessário ajustar a posição do banco um pouco para a frente, evitando assim uma sobrecarga na sua coluna e proporcionando mais agilidade nas manobras.

Uma rápida pesquisa sobre as principais lesões causadas por acidentes de trânsito faz com que qualquer pessoa nunca mais deixe de dar a devida atenção à postura. Sua importância não diz respeito apenas ao conforto para dirigir, mas é principalmente uma questão de segurança.

Estar mal posicionado ao volante pode atrapalhar a visão periférica do motorista ou até mesmo impedir que ele realize uma manobra de segurança com a devida rapidez.

A postura é algo que costuma ser negligenciada, principalmente em frotas empresariais. Por isso, é importante conscientizar os funcionários sobre os riscos existentes e os danos à saúde causados por uma longa jornada de trabalho sem os cuidados com a ergonomia.

2) Atenção aos itens de segurança
Atenção aos itens de segurança

Desenvolva o hábito de afivelar o cinto assim que entrar no veículo, antes mesmo de ligar o carro. Certifique-se também que todos os ocupantes façam o mesmo. As estatísticas de trânsito mostram que essa simples ação faz uma diferença gigantesca em relação aos danos causados por um acidente.

Ninguém espera sair de casa e sofrer um acidente de trânsito, mas é melhor prevenir do que remediar. Portanto, mantenha os itens de segurança em boas condições. Cinto para todos os ocupantes, freios, estepe e triângulo de sinalização, por exemplo, devem ser regularmente checados.

No caso de frotas corporativas, é preciso incluir os itens de segurança na hora de selecionar os melhores veículos para a sua empresa. Zelando pela saúde e segurança dos motoristas você garante melhor qualidade no serviço e, consequentemente, retorno financeiro para a empresa.

3) Mão no volante e atenção no trânsito
Mantenha as duas mãos no volante!

Esteja sempre com as mãos no volante e evite tirá-la para outras coisas além de trocar a marcha. Em um momento de risco é essencial que você esteja apto a manobrar rapidamente, de forma prevenir uma colisão ou outros acidentes. Por isso, jamais utilize o celular ou fique com outros objetos que impossibilitem sua mão de desenvolver corretamente a atividade que você está fazendo.

É comum também que utilizemos o GPS ou outros aplicativos de localização no smartphone que nos auxiliam a chegar ao nosso destino. Por isso, mantenha o hábito de prepará-los antes de colocar o veículo em movimento e jamais utilize o celular enquanto dirige. O dispositivo utilizado para acessar o GPS, de acordo com a legislação, deve estar obrigatoriamente fixado ao para-brisa.

Voltar